Comitiva indígena Pataxó visita UBEC

Ontem (16), a comitiva de lideranças da etnia indígena Pataxó visitou o Escritório Central do Grupo UBEC. Durante a visita, houve uma partilha sobre a realidade atual do povo pataxó nas aldeias e a necessidade de apoio na área de educação, bem como desenvolvimento social, cultural e econômico.

Os membros do Movimento Indígena da Bahia, caciques Zeca Pataxó e Geovane, junto das lideranças da aldeia Gurita, Diego, e Sinivaldo, da aldeia Coroa Vermelha, estiveram acompanhados da intermediadora das lideranças indígenas da Bahia, Verbena Lúcia. Todos foram recebidos pelo presidente do conselho de administração do Grupo UBEC, Pe. Geraldo Adair da Silva, pelo diretor-geral, Arthur Nappo, pelo coordenador da Assistência Social, Vinicius de Araújo, pela coordenadora executiva e Jurídica, Polliana Carvalho e pelo analista da Pastoralidade, Ednaldo Jardel de Santana.

Durante a vista, Zeca Pataxó destacou a importância do trabalho realizado por diversos parceiros junto aos povos indígenas. Para ele, um dos grandes desafios no acesso ao ensino superior para os indígenas é a necessidade de sair de suas aldeias para estudar, o que dificulta a permanência nas cidades devido ao custo, mesmo quando são bolsistas.

Ao acolher as lideranças indígenas, o coordenador de Assistência Social, Vinicius Araújo reforçou a missão do Grupo UBEC, que se coloca a serviço da humanidade e da Igreja por meio da educação e da ação social. Ele destacou a importância de recebê-los: “A visita é um momento muito rico de escuta ativa dos indígenas, que nos permite alinhar projetos de modo que efetivamente contribuam para o desenvolvimento e qualificação da etnia Pataxó”.

Sinivaldo, vice-liderança da aldeia Coroa Vermelha, emocionou-se ao falar cobre os projetos de educação, pois com a qualificação profissional, o indígena assume o protagonismo e representatividade de seu povo na luta por seus direitos. “Concretizar projetos nessa área seria o maior presente que o povo indígena poderia ganhar”, disse emocionado.

Ao fim da visita, Cacique Zeca presenteou Pe. Geraldo com um colar tradicional do Povo Pataxó. O presidente agradeceu pelo presente e pela presença das lideranças, um marco que possibilita a construção de um projeto conjunto. “Ao ouvir as lideranças indígenas, vislumbramos a possibilidade de uma excelente parceria pela sinergia dos propósitos de nossa instituição e dos desafios que esses povos enfrentam”, afirmou Padre Geraldo.

O Povo Pataxó pertence aos povos indígenas que, em sua maioria, residem na região do estado da Bahia. Possuem projetos de educação com professores dedicados a deixar como legado para as crianças e jovens da aldeia a língua indígena, e a valorização de música, dança, costumes e comemorações da aldeia.