Ícone de Acessibilidade - Aumentar Fonte
Ícone de Acessibilidade - Reduzir Fonte
Pesquisar
Close this search box.

Estamos juntos na batalha contra o Aedes aegypti

Como pode um ser tão pequeno causar tanto dano? Essa é a pergunta que permeia as nossas mentes, principalmente nas de quem foi acometido pelas doenças causadas pelo mosquito.  

Neste texto, você conhecerá as características do Aedes aegypti, os sintomas das doenças transmitidas por ele e, o mais importante, dicas simples para combatê-lo. 

O mosquito 

Aedes aegypti é o nome do principal vetor de transmissão dos vírus da Dengue, da Chikungunya e do Zika. Essa espécie tem como característica a presença de marcações brancas nas pernas e no dorso. É mais frequente em áreas urbanas, onde há aglomeração de pessoas e locais propícios para os depósitos de ovos. 

Dengue 

Essa é uma doença febril aguda, sistêmica, dinâmica, debilitante e autolimitada. A maioria das pessoas se recuperam; porém, parte pode progredir para formas graves. 

Chikungunya 

Os principais sintomas da infecção são edema e dor articular incapacitante. Também podem ocorrer manifestações extra-articulares. O vírus Chikungunya também pode causar doença neuroinvasiva, tais como: Encefalite, Mielite, Meningoencefalite, síndrome de Guillain-Barré, síndrome cerebelar, paresias, paralisias e neuropatias. 

Zika 

A maioria das infecções por Zika são assintomáticas ou representam doença febril autolimitada, semelhante a Chikungunya e a Dengue. Entretanto, a associação do Zika a complicações neurológicas, como microcefalia congênita e síndrome de Guillain-Barré (SGB), foi demonstrada por estudos da doença no Brasil e na Polinésia Francesa. 

O combate 

Para evitar a proliferação do mosquito, é preciso que sejam adotadas medidas permanentes de controle do vetor, durante todo o ano, a partir de ações preventivas de eliminação de criadouros. Confira, a seguir, algumas dicas para combater o Aedes aegypti: 

  • Tampe a caixa d’água e outros reservatórios de água. 
  • Limpe as calhas. 
  • Guarde pneus em locais cobertos. 
  • Guarde baldes e garrafas com a boca virada para baixo. 
  • Realize a limpeza periódica de ralos, canaletas, etc. 
  • Limpe e retire a água de bandejas de ar-condicionado e geladeiras. 
  • Lave as bordas dos recipientes que acumulam água com sabão e escova/bucha. 
  • Jogue as larvas na terra ou no chão seco. 
  • Coloque areia nos pratos de vasos de plantas. 
  • Retire a água e faça a limpeza periódica em plantas que podem acumular água. 
  • Mantenha as piscinas limpas. 
  • Guarde ou jogue no lixo qualquer objeto que possa acumular água: tampas de garrafa, folhas secas, brinquedos. 

Acesse a cartilha Estamos Juntos nessa Batalha para mais informações.  

Notícias Recentes

logo-catolica-posts

UBEC marca presença no Universo TOTVs

Polo Social Grupo UBEC

Polo Social: parceria entre UBEC e JUVRio oferta cursos gratuitos de graduação e tecnólogo EaD

olimpiada-maker

Vem aí 4ª Olimpíada Maker da Educação Básica da UBEC!

Bolsa de Estudo - Bolsa Social 2024

Grupo UBEC oferece mais de mil bolsas integrais de ensino superior para estudantes em vulnerabilidade social

Compartilhe:

Pular para o conteúdo