Notícias NOVIDADES E INFORMAÇÕES

7 de março de 2018

Sinal Amarelo: conscientização para prevenção e combate à Febre Amarela

A União Brasileira de Educação Católica (UBEC), juntamente com todas as Unidades de Missão, lança a campanha de conscientização “Sinal Amarelo”, que acende um sinal de alerta sobre a Febre Amarela.

capa_facebook_campanha_febre_amarela_ubec

Transmitida pela picada dos mosquitos infectados com o vírus que dá nome à enfermidade, a Febre Amarela é uma doença infecciosa e não passa de pessoa para pessoa.

A vacina é a principal forma de prevenir e controlar a Febre Amarela.

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação de quem vive ou viaja para 22 estados brasileiros e também para o Distrito Federal, classificando-os como áreas de risco.

Os estados são: Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Alagoas (parcial) e Sergipe (parcial).

A lista acima abrange a localização de quase todas as Unidades de Missão da UBEC: Tocantins (Faculdade Católica do Tocantins), Distrito Federal (Universidade Católica de BrasíliaCentro Educacional Católica de Brasília e Polo Modelo da Católica EAD) e Minas Gerais (Unileste, Colégio Padre De Man e Centro Educacional Católica de Minas Gerais), deixando de fora apenas Recife (Faculdade Imaculada Conceição de Recife).

Dessa forma, cumprindo seu papel de educar para a cidadania, é fundamental que o grupo UBEC esteja atento e ativo nas ações de prevenção e combate à Febre Amarela.

O lançamento da campanha de conscientização “Sinal Amarelo” reflete esse esforço.

Ao longo deste mês, serão realizadas ações de comunicação em todos os canais do grupo, destacando informações sobre os sintomas da doença, cuidados para evitar a proliferação do mosquito transmissor (Aedes Aegypti), esclarecimento de dúvidas sobre a vacinação.

Sobre a dose fracionada da vacina

O Ministério da Saúde informa à UBEC que essa é a segunda vez no mundo em que se fraciona a dose de alguma vacina, sendo a primeira vez no Brasil, e que isso acontece quando estamos em um momento delicado com um grande contingente populacional suscetível (sem vacina) e um curto espaço de tempo para vacinar.

“Nessa campanha, quem esta tomando a dose fracionada está recebendo um selo diferente na carteira de vacinação. Além disso, no sistema dos estados, essas pessoas estão sendo cadastradas nominalmente, não só a dose aplicada, como era antigamente. Isso significa que, mesmo que alguém perca seu cartão de vacina, o estado vai saber que a pessoa tomou a dose fracionada”.

Informação é educação. Compartilhe! 

Confira aqui todas as informações do Ministério da Saúde sobre Febre Amarela

Siga o link da Secretaria de Saúde de Minas Gerais para mais informações sobre a Febre Amarela

Acesse aqui informações da Prefeitura do Recife sobre a Febre Amarela no Estado

As informações da Secretaria de Saúde do Tocantins podem ser acessadas neste link

Maria Carolina Santana

NOTÍCIAS